MESAS DE CORRENTES RÍGIDAS

Por mais de 25 anos a Dgrande vem se especializando em desenvolver soluções para clientes de diversas áreas, principalmente no segmento de manipulação e movimentação de produtos, sempre na busca de novas tecnologias para oferecer os melhores produtos ao mercado.

E foi esse posicionamento empresarial que credenciou a Dgrande a estabelecer uma parceria com a empresa francesa Serapid, detentora da tecnologia de correntes rígidas, para introduzir no Brasil produtos que utilizem essa tecnologia.

Assim, à linha de mesa elevatória que já é reconhecida pelo mercado pelo diferencial em qualidade e performance, foi incorporado mais um importante item: a mesa elevatória de correntes rígidas.

O seu portfólio robusto, com empresas líderes de seus mercados, como Mercedes Benz, Caterpillar, CNH, Embraer entre outras, credenciaram a Dgrande para dar mais este importante passo.

Esta nova linha de Mesa Elevatória de Correntes Rígidas vem somar ao histórico de sucesso da Dgrande em vários segmentos relativos a elevação e manipulação de peças, conjuntos e equipamentos.

O QUE SÃO CORRENTES RÍGIDAS?

Este sistema se destaca por sua versatilidade, inteligência em engenharia, e simplicidade, aliadas a uma operação precisa.

Estes atuadores podem ser utilizados em equipamentos dos mais diversos segmentos, desde mesa elevatória e trocador de molde, até movimentações de poltronas e palcos de teatros.

Essa tecnologia é baseada na utilização inteligente de elos de corrente com design especial, possibilitando seu entrelaçamento. Quando a corrente está estendida, em um plano ela comporta-se como uma verdadeira barra rígida e em outro plano, a corrente se destrava, tornando-se flexível e permitindo que seja enrolada dentro da caixa de motorização em espaço reduzido.
O design inteligente permite até que mesmo sobre forte impacto em sua extensão, quando rígida, o sistema continue firme, resistente e seguro.

O sistema é totalmente eletromecânico, e já foi testado em vários ambientes severos e aplicações, com elevada quantidade de ciclos horários, principalmente onde a confiabilidade e precisão sejam determinantes.

Sua construção, utilizando componentes padrão, encontrados no mercado tradicional, permitem uma manutenção simples e fácil.

QUANDO CONSIDERAR UM SISTEMA DE CORRENTES RÍGIDAS?

A opção para se utilizar correntes rígidas em equipamentos destinados a elevação e manipulação de produtos é analisada sob vários fatores importantes:

  • O ambiente não permite a utilização de acionamento hidráulico ou quando um equipamento por fuso seja inadequado ou oneroso;
  • A precisão de paradas demanda pontos específicos com mínima margem de erro;
  • Utilização em ambientes agressivos, com variações elevadas de temperatura, umidade, poeira e principalmente produtos químicos;
  • Excelente eficiência energética comparada com outras alternativas elétricas;
  • Necessidade de fácil sincronização e integração.

Maiores informações sobre correntes rígidas:

PRODUTOS COM CORRENTES RÍGIDAS

A efetivação desta parceria entre Dgrande e Serapid permite a introdução, no mercado nacional, de vários produtos com a tecnologia de correntes rígidas. Abaixo listamos alguns equipamentos que, em sua versão elétrica, podem utilizar essa tecnologia:

 

Mesa Elevatória de Correntes Rígidas

O equipamento pode ser aplicado no sistema pantográfico ou no de movimentação vertical. No caso da movimentação vertical, as correntes rígidas acionam diretamente o tampo superior, como um macaco mecânico.

Sistema de Automação Especiais

Ainda não utilizados no Brasil, alguns sistemas de elevação e movimentação horizontal têm sido implantados com o auxílio da corrente rígida. Um dos exemplos mais icônicos das possibilidades de uso desse sistema está no Concert Hall Zaryad’ye, em Moscou, na Rússia onde todas as fileiras de poltronas assim como o palco são completamente automatizados. Também elevadores para carros em algumas cidades da Europa utilizam esse sistema.

Podemos ver que o sistema de correntes rígidas é muito versátil e poderá em breve, através desta união de competências entre a Dgrande e a Serapid, ser utilizado em maior escala aqui no Brasil.

Podemos ver que o sistema de correntes rígidas é muito versátil e poderá, brevemente, através desta união de competências entre a Dgrande e a Serapid, ser utilizado em maior escala aqui no Brasil.

Podemos ver que o sistema de correntes rígidas é muito versátil e poderá, brevemente, através desta união de competências entre a Dgrande e a Serapid, ser utilizado em maior escala aqui no Brasil.